Como parar de beber e entender o alcoolismo

Para muitas pessoas, beber álcool é apenas uma maneira agradável de relaxar, mas para outros o álcool é um grande problema. Veja neste artigo como parar de beber e ligar com os transtornos do alcoolismo.

No entanto, as pessoas com transtornos relacionados ao uso de álcool levam muito a serio, colocando em risco suas vidas e as dos outros. Este artigo busca esclarecer como parar de beber e o que o alcoolismo é.

Quando o consumo de álcool se torna um problema?

De fato, para a maioria dos adultos, o consumo moderado de álcool é relativamente inofensivo. O consumo moderado, no entanto, reside em uma extremidade do intervalo, do abuso de álcool à dependência de álcool:

O abuso de álcool é um padrão de consumo de bebidas que resulta em conseqüências adversas significativas e recorrentes.

Pessoas que abusam de álcool podem não cumprir suas obrigações e por esse motivo precisam diminuir ou parar de beber de vez.

Eles podem ter problemas legais relacionados ao consumo de álcool, como prisões repetidas por dirigir sob a influência de álcool, além de ter problemas de relacionamento associados à bebida.

Pessoas com alcoolismo, tecnicamente conhecidas como dependência de álcool, perdem o controle confiável de seu consumo de álcool. Não importa que tipo de álcool se bebe e nem mesmo a quantidade: as pessoas dependentes de álcool geralmente não conseguem parar de beber quando começam.

A dependência do álcool é caracterizada por tolerância (a necessidade de tomar mais para alcançar a mesma euforia) e sintomas de abstinência se a bebida for interrompida abruptamente. Ademais, os sintomas de abstinência podem incluir náusea, sudorese, inquietação, irritabilidade, tremores, alucinações e convulsões.

Enquanto a maior atenção do público é dada a sérios problemas de consumo de álcool, mesmo problemas leves e moderados causam danos significativos, suas famílias e a comunidade.

O que causa distúrbios relacionados ao álcool?

Os problemas com álcool têm múltiplas causas e fatores genéticos, fisiológicos, psicológicos e sociais que desempenham um papel importante. Nem todas as pessoas são igualmente afetadas por cada causa.

Para algumas pessoas que abusam do álcool, traços psicológicos como impulsividade, baixa auto estima e necessidade de aprovação fazem com que o álcool seja consumido de maneira inadequada.

De fato, algumas pessoas tomam para lidar com ou “curar” problemas emocionais. Fatores sociais e ambientais, como pressão dos colegas e fácil disponibilidade de álcool, podem desempenhar papéis importantes. A pobreza e o abuso físico ou sexual aumentam as chances de desenvolver dependência do álcool.

Fatores genéticos tornam algumas pessoas especialmente vulneráveis ​​à dependência do álcool. Ao contrário da crença popular, poder beber sem ser notado significa que você corre um risco maior, e não menos, de ter problemas com o álcool.

No entanto, o histórico familiar de problemas com alcoolismo não significa que os filhos automaticamente e terão os mesmos problemas, assim como a ausência de problemas com o consumo de álcool na família nada garante.
Quando as pessoas começam a beber muito, o problema pode ser perpetuado. O consumo excessivo de bebidas alcoólicas pode causar alterações fisiológicas que tornam a bebida a única maneira de evitar desconforto.

Pessoas com dependência de álcool podem beber em parte para reduzir ou evitar os sintomas de abstinência e por isso é tão difícil parar de beber.

Como os transtornos relacionados ao uso de álcool afetam as pessoas?

Embora algumas pesquisas sugiram que pequenas quantidades de álcool podem ter efeitos cardiovasculares benéficos, existe um consenso geral de que beber demais pode causar problemas de saúde.

De fato, 100.000 pessoas nos Estados Unidos morrem de causas relacionadas ao álcool a cada ano. Efeitos a curto prazo incluem perda de memória, ressaca e amnésia alcoólica.

Os problemas de longo prazo associados ao consumo excessivo de álcool incluem distúrbios estomacais, problemas cardíacos, câncer, danos cerebrais, perda grave de memória e cirrose hepática.

Bebedores pesados ​​também aumentam significativamente suas chances de morrer devido a acidentes de carro, homicídios e suicídios.

Enquanto os homens têm maior probabilidade de desenvolver alcoolismo do que as mulheres, a saúde das mulheres é mais afetada, mesmo com baixos níveis de consumo de álcool.

Problemas com álcool também têm um impacto muito negativo na saúde mental

Qualquer pessoa com distúrbios ou transtornos mentais devem parar de beber imediatamente, uma vez que o abuso de álcool e o alcoolismo podem piorar as condições existentes, como depressão ou causar novos problemas, como perda grave de memória, depressão ou ansiedade.
Problemas com álcool não só prejudicam o bebedor. Segundo o NIAAA, mais da metade das pessoas nos Estados Unidos tem pelo menos um parente próximo com um problema de uso de álcool. Esposas e filhos de bebedores pesados ​​são mais propensos a sofrer violência familiar, bem como crianças que sofrem abuso físico e sexual, negligência e desenvolvimento de problemas psicológicos.

Mulheres que consomem álcool durante a gravidez correm um sério risco de causar danos ao feto. Amigos e familiares podem morrer ou ser feridos em acidentes e agressões relacionadas ao álcool.

Quando você deve procurar ajuda?

As pessoas geralmente escondem o consumo de bebidas alcoólicas ou negam ter um problema.

Como você pode saber se você ou alguém que você conhece está com problemas?

Os sinais de um possível problema incluem ter amigos ou parentes que expressam preocupação, ficar com raiva quando as pessoas criticam você por beber demais, sentir-se culpado por beber e pensar que você deveria parar de beber, mas se sentir incapaz de fazê-lo e/ou precisar de uma bebida pela manhã para acalmar seus nervos ou aliviar a ressaca.

Algumas pessoas que têm problemas com álcool fazem um grande esforço para resolvê-los e, muitas vezes, com o apoio da família e/ou amigos, podem se recuperar por conta própria.

No entanto, as pessoas com dependência de álcool geralmente não param de beber apenas com força de vontade; Muitos precisam de ajuda externa. Eles podem exigir uma desintoxicação supervisionada por um médico para evitar sintomas de abstinência de risco de vida, como convulsões.

Uma vez que estão estabilizadas, as pessoas podem precisar resolver os problemas psicológicos associados ao consumo de álcool.
Existem várias maneiras disponíveis para tratar o tratamento de problemas com o álcool. Nenhum é o melhor para todas as pessoas.

Como um psicólogo pode ajudar?

Psicólogos treinados e experientes para tratar problemas de álcool podem ajudar de várias maneiras. Antes de o bebedor procurar ajuda, um psicólogo pode orientar a família ou outras pessoas para ajudar a motivação para mudar o hábito no bebedor.

Ademais, um psicólogo pode começar com o bebedor avaliando os tipos e graus de problemas que experimenta. Os resultados da avaliação podem oferecer um guia inicial para o bebedor sobre qual tratamento procurar e ajudar a motivá-lo a se submeter ao tratamento.

Ao recorrer a um ou mais tipos de terapias psicológicas, os psicólogos podem ajudar as pessoas a resolver os problemas psicológicos subjacentes aos seus problemas com o álcool.

Diferentes tipos de terapias

Várias dessas terapias, incluindo terapia cognitivo comportamental, que facilita o desenvolvimento de habilidades para lidar com situações difíceis e terapia de estimulação motivacional (MET), foram desenvolvidas por psicólogos.

As terapias adicionais incluem terapias de facilitação de 12 etapas que ajudam aqueles que têm problemas com o uso de álcool a usar programas de autoajuda, como Alcoólicos Anônimos (AA).

As três terapias, terapia cognitivo comportamental para lidar com situações difíceis, terapia motivacional por estímulo e terapia facilitadora em 12 etapas, demonstraram sua eficácia por meio de ensaios de tratamento em larga escala bem projetados.

Aliás, os psicólogos também podem fornecer terapias para casais, famílias e grupos, que geralmente são úteis para reparar relacionamentos interpessoais e sucesso a longo prazo na solução de problemas causados ​​pelo consumo de álcool.

Os relacionamentos familiares influenciam o comportamento relacionado ao consumo de álcool e esses relacionamentos geralmente mudam durante a recuperação da pessoa.

Distúrbios relacionados ao consumo de álcool afetam gravemente o funcionamento e a saúde. No entanto, as chances de uma recuperação bem sucedida a longo prazo para aqueles que procuram ajuda adequada são boas.

Ou seja, psicólogos colocam em prática seu conhecimento para ajudar a resolver problemas e trabalhar para disponibilizar serviços de tratamento para o alcoolismo.

One thought on “Como parar de beber e entender o alcoolismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *